sexta-feira, 22 de maio de 2009

Território e Territorialidade

A discussão sobre a Territorialidade exige, de antemão, a definição, para fins analíticos dos conceitos de "território" e de "territorialidade”. De acordo com o senso comum, "território" se refere a um espaço qualquer, geralmente marcado e defendido; espaço de sobrevivência de um grupo ou pessoa. O termo, originário do latim "territorium" (termo derivado de terra) figurava nos tratados de agrimensura, significando "pedaço de terra apropriada" e difundiu-se efetivamente na Geografia apenas no final da década de 1970. Já pela Wikipédia a palavra território refere-se a uma área delimitada sob a posse de um animal, de uma pessoa (ou grupo de pessoas), de uma organização ou de uma instituição. O termo é empregado na política (referente ao Estado Nação, por exemplo), na biologia (área de vivência de uma espécie animal) e na psicologia (ações de animais ou indivíduos para a defesa de um espaço, por exemplo). Há varios sentidos figurados para a palavra território, mas todos compartilham da idéia de apropriação de uma parcela geográfica por um indivíduo ou uma coletividade. Territorialidade é a condição do que faz parte do território de um Estado podemos ligar a essa condição de apropriação, há um sentimento de pertença, de fortalecimento de um povo pelas experiências coletivas ou individuais que o grupo mantém no lugar e nos itinerários que constituem seu território. De fato, é pelo território que se encarna a relação simbólica que existe entre cultura e espaço. Antigamente essas fronteiras eram motivo de guerras, derramamento de sangue, batalhas, pois a extensão delas para o alheio era afronta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário